Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando Agora
Músicas recentes: Veja as músicas que já tocaram por aqui.
Fale conosco via Whatsapp: +5588 99990-9797
No comando: VARJOTA AO SOM DA VIOLA

Das 05:00 às 06:00

No comando: ACORDA CIDADE E SERTÃO

Das 06:00 às 08:00

No comando: O DOMINGO É NOSSO

Das 06:00 às 10:00

No comando: MANHÃ DA GENTE

Das 08:00 às 09:30

No comando: HITS 98

Das 08:00 às 10:00

No comando: MANHÃ DE SUCESSO

Das 09:30 às 11:00

No comando: FALA GALERA

Das 10:00 às 11:00

No comando: MANANCIAL

Das 10:00 às 12:00

No comando: ARENA DO ESPORTE

Das 11:00 às 12:00

No comando: ESPORTE TOTAL

Das 11:00 às 12:00

No comando: POR DENTRO DO ASSUNTO

Das 12:00 às 12:40

No comando: CELEBRANDO A CRISTO

Das 12:00 às 14:00

No comando: TRIBUNA DO POVO

Das 12:00 às 14:00

No comando: SAUDADE COM STYLLUS

Das 12:40 às 15:00

No comando: A TARDE É SUA

Das 14:00 às 15:00

No comando: IGREJA MADUREIRA

Das 14:00 às 16:00

No comando: AS MELHORES DA SEMANA

Das 15:00 às 17:00

No comando: SHOW DA TARDE

Das 15:00 às 17:00

No comando: PACOM

Das 16:00 às 19:00

No comando: BREGÃO DA STYLLUS

Das 17:00 às 19:00

No comando: EITA FORROZÃO

Das 17:00 às 19:00

No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 às 20:00

No comando: SANTA MISSA

Das 19:00 às 20:30

No comando: SELEÇÃO MUSICAL

Das 19:00 às 22:00

No comando: LOVE NIGHT – LOVE IS IN THE AIR

Das 20:00 às 22:00

No comando: POP DJ

Das 20:30 às 22:30

Menu

TRE aprova pedido de reforço de tropas federais para municípios do Ceará

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) decidiu pedir o envio de tropas federais para reforçar a segurança do primeiro turno das eleições municipais em dez municípios do Ceará. São eles: Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Sobral, Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Pacajus, Horizonte e Itaitinga.

A decisão de solicitar o auxílio na segurança veio após a coleta de demandas de 109 juízes eleitorais do estado. Para efetivar o envio, o governo estadual também deve se manifestar a favor ou contra. Depois disso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir se acata o pedido de reforço.

Informações/site: Messias Bezerra

Deixe seu comentário:

PUBLICIDADE